Após bug, YouTubers estão desesperados com perda de dinheiro

Um bug do YouTube tirou retroativamente milhares de dólares em receita dos criadores de conteúdo.

No entanto, os administradores da rede social não reconheceram o problema nem forneceram detalhes aos usuários que dependem da plataforma para obter receitas.

            “Há pessoas que não conseguem alimentar suas famílias e pagar suas contas ... uma garota com quem tenho conversado ... teve um colapso nervoso” , disse o usuário Randy Lynch, que dirige o canal Mid-South Slots. “(YouTube) admitiu que era um bug, então retrocedeu, nos culpou e encerrou todas as comunicações conosco há oito dias.”

Os YouTubers ganham dinheiro criando vídeos, publicando-os no YouTube e coletando receita de publicidade quando o Google exibe anúncios nesses vídeos. Blogueiros de sucesso podem ganhar centenas de milhares de dólares ou até milhões por mês, mas a maioria ganha algumas centenas de dólares por mês. No entanto, um relatório recente estimou que há dois milhões de criadores que ganham seis dígitos no YouTube, Instagram e Twitch.

Mas, parece que o bug está afetando com estes problemas aqueles internautas que pertencem a uma categoria média de rendimentos: ganham alguns milhares de dólares por mês na plataforma todos os meses. “O YouTube está retendo metade do meu último contracheque e cortou minha renda contínua em mais de 50%”, diz Rhyan, fundador do canal Rhapsody.

A explica alegada é que o problema decorre do que o YouTube chama de “IVT” ou tráfego inválido. Tráfego inválido são visualizações falsas geradas por bots de software para aumentar a contagem de visualizações, receita de anúncios e até mesmo contagens de assinantes. É fácil de conseguir: 99 centavos podem comprar mil visualizações no YouTube. Basta pesquisar no Google “comprar visualizações do YouTube” para ver como.

A rede social está dizendo aos criadores que 100% do tráfego de seus canais populares foi, por períodos significativos de tempo, tráfego inválido. Vários YouTubers levantaram o problema com o suporte do YouTube e foram inicialmente informados de que era um bug.

“Eles admitiram que era um bug, então voltaram atrás, nos culparam e fecharam todas as comunicações conosco há oito dias”, conta a usuária Lynch. Já o YouTuber Rhyan, que dirige o canal Rhapsody, confirma isso com capturas de tela em seu vídeo no YouTube expondo o problema. Em um e-mail, um representante do suporte do YouTube diz que “parece que há um bug em nosso sistema que afeta a análise de receita”. Em outro, uma pessoa do suporte diz que o problema está “relacionado ao bug que levantamos”.

“Depois de nos dizer que o bug estava sendo investigado por engenheiros, eles finalmente voltaram a copiar e colar essa resposta para todos nós”, diz Rhyan. “Você pode ter visto sua receita cair em sua conta do YouTube Analytics como resultado de tráfego inválido em seus vídeos e / ou canal. Filtramos o tráfego inválido como forma de manter o ecossistema do YouTube, incluindo criadores e anunciantes, saudável. Manter o tráfego inválido fora de nossos sistemas de anúncios ajuda os anunciantes a se sentirem mais seguros ao exibir seus anúncios no YouTube e garante que os criadores maximizem sua receita de longo prazo. ”

É perfeitamente possível que pelo menos algum tráfego inválido esteja em todos ou na maioria dos canais do YouTube, e também é possível que alguns YouTubers tentem enganar o sistema e direcionar tráfego inválido para seus vídeos. Mas passar de 100% legítimo para 100% ilegítimo parece extremamente improvável.

No entanto, em resposta a alguns dos desafios do Twitter, o YouTube mudou o teor da mensagens enviadas aos usuários, que passou a ser assim: “Confirmamos que seus ganhos registrados são precisos e, para a maioria dos canais, essa grande discrepância entre a receita estimada e finalizada é causada pela filtragem do tráfego de anúncios inválido de seu canal no final do mês”, afirma o YouTube . “O gasto com publicidade correspondente foi devolvido ao anunciante. Também confirmamos que o tráfego de anúncios inválido foi identificado e filtrado corretamente como parte de melhorias contínuas para detectar melhor a atividade inválida. ”

Os YouTubers, no entanto, dizem que uma atualização de análise ruim custou a eles a maior parte de dois meses de salário. E que isso está custando a eles um prejuízo econômico real, bem como fazendo com que alguns deles saiam da plataforma para monetização para lugares como o Patreon.

Para agravar o problema, como observou o executivo de tecnologia Adam Newman no Twitter, “as políticas do Google AdSense não permitem a apelação de tráfego inválido e declaram especificamente que não fornecerão os dados que mostram o tráfego inválido”. Isso deixa os criadores na plataforma do Google com poucas opções. O Google, seu “chefe” de fato, guarda todos os dados. Dessa maneira, os usuários ainda aguardam uma solução para este problema.

Gostou? Compartilhe!