Morre prefeito de Goiânia, Maguito Vilela

Prefeito licenciado de Goiânia já vinha lutando desde outubro contra a Covid-19.

Morreu nesta quarta-feira (13) o prefeito licenciado de Goiânia, Maguito Vilela (MDB). Ele tinha 71 anos e estava internado desde o dia 27 de outubro, após ser diagnosticado com a Covid-19.

O quadro do prefeito veio piorando nessa última semana. Segundo o boletim médico do Hospital Israelita Albert Einstein, onde ele estava internado, ele sofria de uma infecção pulmonar, seguia na UTI, em diálise contínua, sedado, traqueostomizado em ventilação controlada, além de passar por um tratamento de infecção pulmonar grave e o uso de drogas vasoativas em altas doses.

O político foi diagnosticado com Covid-19 em 20 de outubro, durante o período de campanha eleitoral. Uma semana depois, Maguito já tinha 75% de inflamação nos pulmões. Em agosto ele já havia perdido duas irmãs para essa doença.

Nascido em Jataí, no sudoeste de Goiás, em 1949, Luís Alberto Maguito Vilela jogou futebol profissionalmente no clube da cidade antes de iniciar a carreira política, aos 28 anos, quando foi eleito vereador em sua cidade natal.

Foi deputado estadual (1983-1987), deputado federal (1987-1991), vice-governador de Goiás (1991-1994) e governador de Goiás (1995-1998). Também exerceu um mandato como senador, de 1999 a 2007. Após isso, foi prefeito de Aparecida de Goiânia e atuou de 2009 a 2017 no executivo da cidade.

Em 2020, foi eleito prefeito de Goiânia. Tomou posse no último dia 1º no hospital e foi imediatamente licenciado, dando lugar ao vice-prefeito Rogério Oliveira. Maguito Vilela também fez parte do grupo de 559 congressistas que formaram a Assembleia Nacional Constituinte de 1987, cujo resultado foi a Constituição de 1988. Em 2007, chegou a ocupar a vice-presidência do Banco do Brasil.

Maguito deixa dois filhos: a terapeuta Vanessa Vilela e o ex-deputado Daniel Vilela.

Gostou? Compartilhe!